sábado, 22 de maio de 2010

Conheça a mais bonita criatura do futuro


Barbarella originalmente é uma personagem dos quadrinhos, criada em 1962 por Jean-Claude Forest. Barbarella escandalizou a França e chegou a ser proibida. Aos poucos, entretanto, conquistou o país e a partir daí espalhou-se pela Europa e pelo mundo, tornando-se uma espécie de ícone do movimento feminista dos anos 1960.

O filme, dirigido por Roger Vadim, de 1968, é marcado pela mesma audácia e originalidade, fantasia, humor, beleza e horror, crueldade e erotismo que tornaram a personagem favorita nas histórias em quadrinhos.



Tudo acontece no planeta Lythion, no ano de 40.000 D.C., quando Barbarella(interpretada por Jane Fonda), viajando pelo espaço, faz uma aterrissagem forçada. Ela é como uma James Bond feminina e futurística, enfrentando o mal, na forma de robôs e monstros. Ela também recompensa, com seu jeito desinibido, os homens bonitos que a ajudam em suas aventuras. Seja lutando contra os Guardas Negros, a diabólica Rainha, ou o anjo Pygar, ela simplesmente não consegue deixar de perder pelo menos uma parte de seu apertadinho traje espacial.

A psicodelia do figurino e cenários faz desse filme um clássico da ficção cientifica trash - se é que esse rótulo é possível. Transformou Jane Fonda num símbolo sexual da época e deu inicio as heroínas femininas. Barbarella kicks ass.


Sempre quis ir a uma festa e dançar essa música. #fail

R.

Um comentário:

Dani disse...

HAAHAHH que coisa bizarra, mika!